Pesquisar

Paróquia da Lombada

55 anos a caminhar com Maria

Festa do Pai Nosso

No dia 19 de março de 2017 celebrou-se a Festa do Pai Nosso presidida pelo Sr. Padre Hélder Gonçalves.

Ver mais fotos aqui.

Semente/Rádio – 3º Programa

Caminhando com Maria nos mistérios do terço – 3ª semana da Quaresma

C. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Ámen.
C. Da Quaresma à Páscoa, caminhemos com Maria.
R. Maria, guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

C. Entramos no coração da Quaresma. Tal como a samaritana, nós procuramos as fontes da alegria e encontramos em Jesus a água viva, que sacia a nossa sede de Deus, a nossa sede de amor, a nossa sede de verdade, a nossa sede de paz. Vale a pena ler o belíssimo diálogo entre Jesus e a samaritana (João 4,5-42). Mas, em família, vamos concentrar-nos numa parte desse diálogo, junto ao poço de Jacob, onde nos aparece o único discurso do Novo Testamento sobre a adoração.

Do Evangelho segundo São João (4,19-23)
“Disse-lhe a mulher samaritana: «Senhor, vejo que és profeta. Os nossos antepassados adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém que se deve adorar». Disse-lhe Jesus: «Mulher, acredita em Mim: vai chegar a hora – e já chegou – em que os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e verdade, pois são esses os adoradores que o Pai deseja”.

C. Nesta semana, propomos a ADORAÇÃO como fonte de alegria. Adorar o Pai significa orientar a vida toda para Ele. Nós, os cristãos, não adoramos as coisas (como a televisão, o computador ou o telemóvel) nem mesmo aquelas pessoas de quem gostamos muito. Só a Deus adoramos, quando O reconhecemos, como Aquele que deve ter em tudo o primeiro lugar. Uma das belas formas de adorar a Deus é participar na Eucaristia. Podemos, ainda, prolongar a nossa gratidão, louvando o Senhor, escondido e presente na hóstia consagrada. Aprendamos a adorar a Deus de modo a voltarmos a centrar n’Ele o nosso olhar.

No final desta semana teremos a iniciativa «24 horas para o Senhor» e poderemos então valorizar a Adoração ao Santíssimo. O Pastorinho Francisco nutria uma especial devoção à Eucaristia e passava muito tempo na Igreja, adorando o Sacramento do altar, a que chamava “Jesus escondido”.

Com o coração inteiramente voltado para o Senhor, como o de Maria, sua Mãe, rezemos juntos.

Pai Nosso
10 Avé Marias
Glória

C. Maria, Mãe do Salvador.
R. Guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

A Semente nº 17

Para aceder ao boletim carregue neste link.

Vida Paroquial de 19 a 26 de março de 2017

Pai Nosso… uma oração útil!

17321750_1250285275085651_1302533150_nNeste domingo, as crianças do 2º ano da catequese das Paróquias de Gaula e da Lombada vão celebrar a Festa do Pai Nosso. Nesta celebração dar-se-á destaque à «Oração do Senhor», uma oração que Jesus ensinou aos apóstolos, dirigida ao Pai, e que, segundo o Papa Francisco, é a pedra angular da oração. Esta oração deve ser rezada com humildade e simplicidade no coração para que possa modificar a nossa vida, ou seja, o Pai-Nosso tem de ser vivido! Será inútil dizer “Pai Nosso”, se não vivo como filho de Deus, fechando o meu coração ao amor. Será inútil dizer “que estais nos céus”, se os meus valores são os bens da terra. Será inútil dizer “santificado seja o Vosso Nome”, se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo. Será inútil dizer “venha a nós o Vosso Reino”, se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de tudo o que é supérfluo e fútil. Será inútil dizer “Seja feita a Vossa vontade aqui na terra como no céu”, se no fundo, o que eu desejo mesmo, é que todos os MEUS desejos se realizem. Será inútil dizer “o pão nosso de cada dia nos dai hoje”, se prefiro acumular riquezas, desprezando os meus irmãos que passam privações e esbanjo o que tenho. Será inútil dizer “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”, se não me importo de ferir, ser injusto, caluniar, oprimir e magoar os que atravessam o meu caminho. Será inútil dizer “livrai-nos do mal”, se por minha própria vontade procuro os prazeres materiais, e se tudo o que é proibido me seduz. Será inútil dizer “Ámen!”, porque sabendo que sou assim, continuo as minhas omissões e nada faço para me transformar. Façamos do “Pai Nosso” uma oração útil e verdadeiramente vivida.

Susana Vieira – Paróquia de Gaula
in a semente nº 17

24 horas para o Senhor

Festa do Credo

No dia 12 de março de 2017 celebrou-se a Festa do Credo presidida pelo Sr. Padre Hélder Gonçalves.

5A5A0578

Ver mais fotos aqui.

Caminhando com Maria nos mistérios do terço – 2ª semana da Quaresma

2ª SEMANA DA QUARESMA

C. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Ámen.
C. Da Quaresma à Páscoa, caminhemos com Maria.
R. Maria, guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

C. Estamos a viver a segunda semana da Quaresma. Fomos chamados à conversão e agora é-nos sugerida a meta: a nossa transformação, em Cristo. O Evangelho da Transfiguração desafia-nos a beber de uma fonte inesgotável: a Palavra de Deus, que Se fez Carne e mostrou o Seu rosto em Jesus Cristo, o Filho de Deus.

Do Evangelho segundo São Mateus (17,5) “Uma voz dizia da nuvem: este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O”.

C. Na cena da Transfiguração, faz-se ouvir a voz do Pai. O Pai que está nos céus, vem amorosamente ao encontro dos Seus filhos, conversar com eles. E deixa-nos este desafio: «Escutai-O», como se nos dissesse: «Escutai o meu Filho, que é o rosto humano da minha Palavra divina».

Esta semana bebamos mais desta fonte da alegria, que é a PALAVRA DE DEUS. Somos desafiados a escutar mais atentamente a Palavra de Deus, meditando, por exemplo, as leituras que a Igreja nos propõe, para cada dia. É muito importante familiarizarmo-nos com a Palavra, para fazer crescer o amor na nossa família.

Sigamos o exemplo da Virgem Maria. Ela soube ouvir a Palavra de Deus, de modo tão perfeito, que pôde dizer: “Eis a serva do Senhor, faça-se em Mim segundo a Vossa Palavra” (Lucas 1,38). Saibamos escutá-la, para a anunciar e fazer frutificar em alegria.

Rezemos juntos.

Pai Nosso
10 Avé Marias
Glória

C. Maria, primeira discípula do Senhor.
R. Guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

 

Semente/Rádio – 2º Programa

Família, lugar de perdão…

17238848_1242217019225810_2093089444_nNesta quaresma o Papa Francisco desafia-nos a 40 práticas de Amor, uma por dia. A prática de hoje é ANIMAR alguém que esteja triste. E, não foi por acaso, que recebi uma partilha de uma homilia do Papa por parte de um casal amigo da equipa de Nossa Senhora, à qual pertenço. O meu coração encheu-se de ânimo e embargo e por isso, não posso deixar de partilhar convosco esta mensagem tão bela do Papa Francisco: “Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Dececionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para a nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família torna-se uma arena de conflitos e um reduto de mágoas. Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a limpeza da mente e a libertação do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente. É por isso que a família precisa de ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de doença; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença.”
Que as famílias sejam nesta quaresma o pilar do perdão!

Elisabete Rodrigues – Paróquia da Lombada
in a semente nº 16

A Semente nº16

Para aceder ao boletim carregue neste link.

Vida Paroquial de 12 a 19 de março de 2017

Caminhando com Maria nos mistérios do terço – 1ª semana da Quaresma

C. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Ámen.
C. Da Quaresma à Páscoa, caminhemos com Maria.
R. Maria, guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

C. Na Quarta-Feira de Cinzas iniciámos o nosso caminho para a Páscoa. Queremos fazê-lo, sob a orientação e a companhia de Maria. A Mãe do Senhor é o mais belo exemplo do discípulo que escuta fielmente a Palavra de Deus e se deixa transformar por ela. Com Maria, seguiremos os passos de Cristo, até à Sua entrega amorosa na Cruz. Nesta 1ª semana da Quaresma, queremos, com Maria, pormo-nos a caminho, pelas fontes da alegria. E a primeira fonte da alegria, de que somos desafiados a beber, é a CONVERSÃO.
Escutemos, então, a Palavra de Deus.

Do Evangelho segundo São Marcos (1,14-15) “Jesus foi para a Galileia e proclamava o Evangelho de Deus, dizendo: «Convertei-vos e acreditai no Evangelho» ”.

C. Converter-se não se trata apenas de mudar as nossas atitudes e comportamentos. Trata-se também de deixar o nosso coração transformar-se pelo amor de Deus, de modo que sejam novos os nossos modos de pensar, de olhar e de viver, cada vez mais voltados para os outros. A conversão supõe mudar de direção, voltar o coração e toda a nossa vida para Deus.

5A5A0515

E aqui a mensagem de Fátima vem ao nosso encontro, com o seu repetido apelo: «penitência, penitência, penitência», que não é mais do que sinónimo de: «conversão, conversão, conversão». Nesta semana, procuremos descobrir quais os obstáculos que nos impedem de viver como filhos de Deus e como irmãos uns dos outros.

Pensemos um pouco no nosso programa de «conversão».
O que quererá Deus mudar na minha vida?
O que vou fazer para que Deus a possa transformar à Sua vontade?

Rezemos para que a nossa vida dê frutos de conversão.

Pai Nosso
10 Avé Marias
Glória

C. Maria, Refúgio dos pecadores!
R. Guiai a nossa família, pelas fontes da alegria!

Programa pastoral 2016-2017 – 2º trimestre

3º Encontro da ACR para crianças

domingo, 12 de março, às 15h30, no salão paroquial da Lombada.

Caminhando com Maria nos mistérios do Terço – Campanha da Quaresma

O Papa Francisco, na sua mensagem para a Quaresma intitulada “A Palavra é um dom. O outro é um dom”, convida-nos a “voltar para Deus”. A conversão abre o nosso coração e faz-nos voltar para Deus. A Palavra de Deus é uma força viva, capaz de suscitar a conversão no coração dos homens e orientar de novo a pessoa para Deus. Fechar o coração ao dom de Deus que fala, tem como consequência fechar o coração ao irmão necessitado. Francisco lembra-nos que, “cada vida que se cruza connosco é um dom e merece aceitação, respeito e amor”. A Quaresma é um tempo de conversão, um novo começo para a nossa relação com Deus e com os nossos irmãos.

A oração conduz à conversão, afasta-nos do medo e leva-nos à confiança em Deus. A oração que chega a Deus é aquela que vem da sinceridade de um coração convertido ou que tem um profundo desejo de conversão. Rezar é, segundo o Papa João Paulo II, “descer à fonte da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz. Pela oração desce-se à fonte do amor e entra-se na escola do amor misericordioso”.

Rezai muito, rezai…

Nas suas aparições aos pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco, Nossa Senhora falou, insistentemente, da necessidade de rezar pela conversão e salvação dos pecadores. Na quarta aparição, no dia 19 de agosto de 1917, Nossa Senhora pediu aos pastorinhos que rezassem muito: “Rezai, rezai muito, e fazei sacrifícios pelos pecadores”. O pedido de Maria é a perseverança na oração, “rezem o terço todos os dias, em honra de Nossa Senhora do Rosário”.

                               

Maria e o Santo Rosário

A palavra Rosário significa ‘Coroa de Rosas’. Maria revelou que cada vez que rezamos uma Avé Maria é-lhe oferecida uma rosa e por cada Rosário completo é-lhe entregue uma coroa de rosas. O Rosário era a oração predileta do Papa João Paulo II, pela sua simplicidade e profundidade. Na sua Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae podemos ler: “nesta oração repetimos muitas vezes as palavras que a Virgem Maria escutou da boca do anjo e de sua prima Isabel. A estas palavras toda a Igreja se associa. Ao pronunciar as palavras “Avé Maria”, passam diante dos olhos de quem reza os principais episódios da vida de Cristo, com os seus mistérios gozosos, dolorosos e gloriosos, que nos fazem entrar em comunhão com Cristo. Ao meditar nestes mistérios do Rosário, o nosso coração abraça todos os atos que compõem a vida de cada indivíduo, de cada família, de cada nação, da Igreja e da humanidade: os acontecimentos pessoais e os do próximo e, de modo particular, daqueles de quem mais gostamos. Assim, a simples oração do Rosário pulsa no ritmo da vida humana”.

A oração do Rosário consiste na meditação de vinte mistérios divididos em quatro grupos de cinco – denominados Terço. Aos três mistérios originais do Rosário; Gozosos, Dolorosos e Gloriosos, o Papa João Paulo II, adicionou em 2002, os mistérios Luminosos. Em cada mistério, rezamos um Pai Nosso e dez Avé Marias e meditamos as passagens mais importantes do Evangelho:
1- Mistérios da Alegria (2ª feira e sábado) – Anunciação do Anjo até ao encontro do menino Jesus no Templo.
2- Mistérios da Luz (5ª feira) – Batismo de Jesus até à Instituição da Eucaristia.
3- Mistérios da Dor (3ª e 6ª feira) – Agonia de Jesus no horto até à sua crucificação.
4- Mistérios da Glória (4ª feira e domingo) – Ressurreição de Jesus até à coroação de Maria.

Caminhando com Maria nos mistérios do terço

No ano da celebração do Centenário das Aparições de Fátima, as Paróquias da Lombada e de Santa Cruz propõem um caminho de oração do terço, com Maria. O terço educa-nos na humildade da fé porque ensina-nos a meditar sobre a vida de Jesus e o mistério da salvação, através dos olhos amorosos da sua mãe. Com Ela aprenderemos a andar no caminho da oração, da caridade, do recolhimento e do silêncio. Maria é o caminho que nos leva a Jesus.

Passos da caminhada:
– Caminhada de contemplação, fiel à liturgia de cada domingo, apoiada no testemunho e na mensagem de Fátima, por fontes de alegria.
– Meditação de um mistério por semana, na catequese e em família.
– Oração de um Pai Nosso e dez Avé Marias em cada semana da Quaresma.
– Desafio – “Construção” de um terço, na catequese, na igreja e em família.

A campanha “Caminhando com Maria nos mistérios do terço” é uma adaptação da campanha da Diocese do Porto, intitulada “ A caminho com Maria, pelas fontes da alegria!”.

Redescobrir o dom

17101861_1235355706578608_744359710_nIniciámos no passado dia um de março, Quarta-feira de Cinzas, o itinerário quaresmal de quarenta dias que nos conduz à grande celebração da Ressurreição do Senhor Jesus. É um tempo forte de graça oferecida por Deus à sua Igreja e de conversão em cada um de nós e na comunidade cristã. Todos temos necessidade de nos aperfeiçoar, de melhorar e progredir na nossa vivência cristã, mediante maior aproximação a Deus, mais confiante adesão ao evangelho e maior abertura de coração aos irmãos. O Papa Francisco escreveu uma mensagem para a Quaresma de 2017 sob o título “A Palavra é dom. O outro é dom”. Convida-nos a meditar a conhecida parábola evangélica do pobre Lázaro e do rico avarento (cf. Lc 16, 19-31). Neste texto, o evangelho de S. Lucas leva-nos a refletir sobre as nossas relações com Deus e com os outros, particularmente com os que sofrem qualquer espécie de pobreza. Por isso, reconheçamos o outro como dom e partilhemos pois “a Quaresma é um tempo propício para abrir a porta a cada necessitado e nele reconhecer o rosto de Cristo”. Esta é a primeira afirmação fundamental do Papa ao debruçar-se sobre a personagem do pobre Lázaro, símbolo de todo o homem necessitado, ferido, humilhado, ignorado, descartado. Redescubramos também o dom da Palavra de Deus. “A Quaresma é o tempo favorável para nos renovarmos encontrando Cristo vivo na sua Palavra, nos Sacramentos e no próximo”, é outra afirmação do Papa como caminho quaresmal. Segundo esta lógica, interroguemo-nos: dou espaço e tempo a Deus na minha vida de cada dia?
Deixo que Ele fale ao meu coração?
Celebro com alegria o dom do perdão no sacramento?
Testemunho e partilho com os outros os dons de Deus?
Santa Quaresma para todos.

Padre Hélder Gonçalves
in a semente nº15

 

A semente nº15

Para aceder ao boletim carregue neste link.

17097928_1841375436125200_3581405200395274675_o

Vida Paroquial de 5 a 12 de março de 2017

16905077_1841377572791653_5967651774342036662_o

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: