A celebração da Páscoa convida-nos a renovar a fé em Jesus Ressuscitado. A Páscoa é a festa litúrgica máxima do cristão. É o centro ao redor do qual se articula toda a vida cristã. É o gesto de amor de Deus por excelência. Em Jesus Cristo, através da sua morte e ressurreição, todas as realidades humanas são redimidas. A Páscoa é um convite constante à transformação das nossas vidas. O amor testemunhado por Jesus na cruz é um apelo para assumir formas humanas cada vez mais autênticas. Viver a dinâmica pascal é buscar diariamente viver como Jesus viveu, dando continuidade à causa do Reino de Deus. Viver no mundo, como ressuscitado, significa assumir um processo de mudança para construir uma sociedade cada vez mais justa, solidária e fraterna. Segundo a dinâmica pascal, a vivência do amor é fundamental para o reconhecimento do discípulo de Jesus Cristo: “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (Jo 13, 35). O episódio do lava-pés mais do que um simples gesto de humildade é um programa de vida, onde o serviço, a gratuidade e a solidariedade têm primazia. O domingo da ressurreição é o dia de alegria para toda a Igreja. Por isso, tantas vezes e tão solenemente cantam-se estas palavras: “Este é o dia que o Senhor fez: nele exultemos e nos alegremos”. O Papa Francisco também afirma que ninguém pode ser excluído da alegria trazida pelo Senhor, da beleza do amor salvífico de Deus, manifestado em Jesus Cristo morto e ressuscitado. Nesse espírito, convido cada um a viver de todo o coração, a alegria da ressurreição e de ser cristão e a partilhá-la com os seus familiares e a sua comunidade.
Uma Páscoa feliz e abençoada!

Padre Hélder Gonçalves

Anúncios