Sendo maio o mês de Maria, e neste domingo dedicado à mãe, cumprimento todas as mães que, no seu dia-a-dia, procuram em Maria o modelo de mulher e de mãe, assumindo a ação de Deus e se deixando envolver pelo canto do Magnificat: “A minha alma glorifica ao senhor e o meu espírito exulta de alegria em Deus meu Salvador.” Mãe é aquela que sabe repreender com paciência e com firmeza, é a amiga companheira e confidente, é aquela que sofre e que ama sem limites. Ela tem a capacidade de ouvir o silêncio, de adivinhar sentimentos, de encontrar a palavra certa nos momentos incertos, de nos fortalecer quando tudo ao nosso redor parece que vai cair. No “memorial” do Calvário, Cristo entregou-nos Maria, Sua Mãe, para ficar connosco, pois sabia que íamos precisar de uma guia que refletisse a Sua imagem, que falasse de amor, que expressasse a linguagem dos anjos, usando palavras dos homens. A todas as mães, com o carinho e o reconhecimento que elas merecem, louvemos: Maria Mulher e Mãe … exaltada acima de todas elas; possuída por Deus; apontas o caminho a todas as mães; cheia de força do alto acolhes em ti o Espírito Santo; dás aos homens o Salvador; mãe mestra e rainha dos apóstolos; tão cheia de vida que nos dás a VIDA; sempre na escuta de Deus; és o espelho e o modelo de todas as mães; bendita entre todas as mulheres, protege todas as mães!

Teresa Mata – Paróquia de Gaula
in a semente nº 24

Anúncios