1- Ser responsável e assíduo. Este é o Mandamento Principal do Acólito. Deve ser uma pessoa altamente responsável com o serviço que exerce. Deve ter um cuidado especial com todos os objetos litúrgicos que manuseia. Quando for escalado para uma celebração não deve de maneira alguma faltar. Deve também ser pontual não só para as celebrações mas também aos Encontros de acólitos pois, para servir no Altar, não basta estar no Grupo dos Acólitos, é preciso também respeitar este e os outros mandamentos…

2. Ser disponível. O Acólito exerce um Ministério na Igreja. Ou seja, faz um serviço que nenhuma outra pessoa é capaz ou está autorizada a fazer. Por isso, quando o acólito for escalado para alguma celebração, deve prontamente dar o seu SIM. Caso contrário, ele e a comunidade perdem com a sua falta. Apenas se já tinha um outro compromisso indispensável está dispensado mas deve arranjar quem o substitua.

3. Ser atencioso. Acolitar significa servir, no nosso caso; servir no Altar durante a celebração da Santa Missa. Desta forma, o acólito deve estar atento a todas as necessidades do Celebrante no decorrer da Celebração. Para isto é necessário conhecer as partes e os elementos da Missa para exercer bem o seu serviço.

4. Ter um comportamento exemplar. O acólito, pela sua função no Altar, é uma pessoa contemplada pelos olhos de toda a comunidade. Por isso, automaticamente, ele torna-se uma espécie de modelo de cristão orante para todas as pessoas da comunidade. Assim sendo, o acólito deve honrar este grande papel comportando-se dignamente.

5. Ter cuidado com a roupa, a postura e os gestos. O acólito tem especial obrigação de cuidar estes três pontos. A roupa deve ser digna, nas reuniões devemos evitar roupas curtas ou impróprias para o ambiente da Igreja. Quanto às celebrações, então muito mais!!! Aí deve ser o mais discreto e composto possível assim como a postura e os gestos devem ser condizentes com o Ministério do Acólito. O acólito deve evitar estar sempre a passar a mão pelo cabelo, pela face ou pelo corpo. Sobretudo porque manuseia objetos que possuem o Corpo e o Sangue de Jesus que é alimento para toda a comunidade. Quanto aos gestos evitar aqueles desordenados ou indecorosos.

6. Ser estudioso. O acólito é uma pessoa diferente, que tem de ser exemplar em tudo o que faz. Inclusive na escola. Por isso, para servir no Altar o acólito deve ser bom aluno. Até pode ser suspenso por mau desempenho escolar se este é por descuido… Mas também deve estudar e conhecer bem o seu serviço. E procurar saber cada vez mais sobre ele.

7. Considerar e honrar a sua Família. O acólito deve ser exemplar também no seio da família. Do bom relacionamento familiar depende mesmo a saúde do acólito. Por isso, deve ser aqui também digno de louvor.

8. Respeitar todas as pessoas. O mundo em que vivemos não se limita à família, à escola ou à igreja. Por isso, e porque precisamos todos uns dos outros, devemos respeitar os outros e ser decentes e bem-educados no trato.

9. Ser um amigo leal e verdadeiro. Uma das grandes qualidades do acólito é passar seus conhecimentos aos acólitos mais novos. Dentro do grupo de acólitos deve subsistir uma amizade profunda e verdadeira. Devem evitar-se chatices e mal entendidos; nunca devia haver zangas de nenhum tipo!

10. Nunca esquecer a oração. Este é o principal Mandamento do acólito. A oração é o combustível que dá energia ao cristão. E muito mais ao acólito! Através da oração mantemos uma relação íntima com Deus nosso Pai. Não devemos desperdiçar nenhum minuto propício para a oração. Podemos rezar em qualquer lugar, sozinhos ou acompanhados. Mas sem esquecer que a maior e mais perfeita oração que o Acólito pode fazer é servir na Santa Missa.