Ser acólito é acima de tudo um ministério que remonta aos primórdios da Igreja Católica (existem relatos históricos de existência de acólitos no ano de 251).

A palavra acólito vem do verbo acolitar, que significa acompanhar no caminho.

Quem é acólito segue e serve, em primeiro lugar, Jesus no Seu altar, na Sua igreja.

Na Eucaristia, o acólito acompanha e serve o presidente da celebração ajudando-o quando necessário.

É da responsabilidade dos acólitos garantir que as celebrações sejam dignamente celebradas, seguindo o seu ritual próprio e todos os seus preceitos.

Ser acólito não é desempenhar um serviço como outro qualquer. Quem é acólito desempenha funções, mais próximas de Jesus, junto da Palavra e da Eucaristia que Ele nos deixou.

O acólito deverá pois aprender a servir como Jesus, com delicadeza, prontidão e alegria. Jesus deverá ser o modelo a seguir. Para isso o Acólito deverá preparar-se bem e desempenhar as suas funções o melhor que seja capaz, dando bom exemplo diante de todos.

O acolitado é um serviço prestado em grupo, e só em grupo faz sentido!